No velório de Chorão, Canisso diz que Charlie Brown deve continuar

Padrão

Canisso, baixista do Raimundos, esteve presente no velório Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

Canisso, baixista da banda Raimundos, esteve no velório de Chorão, na manhã desta quinta-feira (7), na Arena Santos, na Baixada Santista. Mantendo as devidas proporções, ao falar sobre a continuidade da banda Chalie Brown Jr., o músico comparou a morte de Chorão com a saída de Rodolfo do Raimundos.

 

“Acho que a banda deveria continuar. A banda nunca é um cara só. Seria um tributo à memória do Chorão. Ele criou um estilo que não deve morrer. Uma música que transitava com facilidade entre os ritmos rap, rock, etc. É uma história parecida, que só agora estamos conseguindo superar. Eles vão tirar de letra”, disse.

 

Rodolfo foi vocalista da banda Raimundos até 2001, quando resolveu deixar a banda.  Canisso também chegou a sair do grupo em 2002, mas retornou e hoje toca com Digão, Marquim e Caio Cunha. Canisso opinou que a trajetória do Raimundos e do Charlie Brown é muito parecida. “Meio que pavimentamos o caminho. Rachamos o palco. Amizade acima de qualquer coisa”, disse.

O baixista disse também que encara a morte de Chorão como uma perda pessoal, “como de um membro da família”. Sobre o estado depressivo em que o cantor se encontrava, Canisso não achou que era tão grave. “Sentia que ele estava deprimido, principalmente pelos problemas de relacionamento, mas não achava que era algo tão sério”, finalizou.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s